segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Recomeçar

É como dizem: quando chega no final, a gente começa a pensar no começo. Quando a gente chegou no final, só o que habitava minha cabeça era a forma como chegamos até ali. As conversas intermináveis, as borboletas no estômago, as pernas moles, as mãos geladas, os beijos apaixonados, aquele olhar encantado que dizia "cara, você também é assim, você também gosta disso", onde foi parar tudo isso? O final veio cheio de brigas, remorsos, culpas e questionamentos. É a ordem natural das coisas. O começo é sempre lindo, porque são lindas as pessoas que pouco conhecemos e o final é sempre trágico, porque é quando você realmente conhece as pessoas.
Nós, porém, teimosos que sempre fomos, contrariamos todas as expectativas, mandamos todos os julgamentos pro espaço e ultrapassamos o tão temido e doloroso final. Desacreditados, avisados por todos e apontados que fomos, mesmo assim, nos encontramos novamente e recomeçamos. Nunca pensei que esse verbo fosse um dia fazer tanto sentido. Com tantos casais passando por tantas fases, com tanto começo, meio e fim por aí, nós recomeçamos. Quer lugar mais lindo para estarmos juntos? 
Recomeçar é olhar um para o outro, lembrar de todas as palavras e atitudes, de todos os erros, de todas as brigas, e mesmo assim querer de volta. É amar mesmo sabendo de cada defeito, mesmo conhecendo o outro dos pés à cabeça. Recomeçar é revirar os olhos antes mesmo do outro pronunciar qualquer palavra, por já saber o que vai dizer. Lembrar de tudo que machucou, de tudo que aconteceu e mesmo assim perdoar. 
Podem dizer o que for sobre o amor, mas hoje eu realmente acredito que ele está no recomeço. O amor começa de verdade quando todo o resto acaba. Quando nos despimos de todas as máscaras, das vergonhas e dos medos e sobra só o invisível aos olhos. Quando ser você mesmo é maior que a vontade de ser alguém só para agradar o outro. O amor se mostra quando resta apenas o que realmente somos, a essência da essência, um diante do outro, nus e entregues. Tudo isso porque é preciso muito amor para superar todas as mágoas. É preciso amor para saber quem o outro é, conhecer toda a bagunça complexa que está dentro de cada um de nós, e ainda assim querer estar junto. E a gente quer estar junto, percebeu a beleza?
Dizem que quando chega o final a gente começa a pensar no começo, mas eu aprendi que é quando chega o recomeço que a gente pensa no presente. Quando a gente percebe que ele é, de fato, um presente. Aprendemos a aproveitar o outro em todas as suas variadas e infinitas formas. Aprendemos a amar o outro com todas as suas caras e humores. Como eu te amo hoje. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Toda ação gera uma reação. Eu agi, agora é vez de vocês reagirem. :)