quarta-feira, 21 de maio de 2014

Um tanto de vocês no pouco de mim

Aqui do outro lado do mundo, ainda trago comigo lembranças e canções que me trouxeram até onde estou. Trago de repente uma saudade que ha tempos eu não sentia. Fui vivendo e tinha tanta coisa pra viver que me esqueci de consultar a memória. Me vi meio perdida, sabendo quem sou agora e tentando recordar quem fui antes de todo esse avesso acontecer. Achei vocês. Aqui dentro, guardado fundo no peito, revi cada sorriso. Senti de novo seus abraços fortes, que me desejavam boa sorte na vida.
Esqueci de contar que a sorte começou do contrário, mas agora está se ajeitando devagar enquanto meus pés ainda se acostumam a pisar por aqui. Esqueci que a vida continuava aí pra vocês, e de perguntar como foi que continuou. Tudo isso porque encontrava-me na ânsia de ser tudo que a vida sugeriu que eu fosse, viver todas as possibilidades, me libertar de um passado problemático. Mas vocês vieram comigo o tempo todo, porque olhando agora pra trás, nossas lembranças não me deixaram nem por um minuto e foram elas que sustentaram quando a vida aqui pareceu mais difícil que o normal. E eu as amo. Tanto que me agarrei a elas pra sempre, guardo até os cheiros. E vocês entenderam essa minha fase.
Espero que a vida aí esteja boa, calma e leve. Que a caminhada tenha uma paisagem bonita em volta e que as estradas todas estejam perto umas das outras pra poderem, de vez em quando, se cruzar novamente. O amor continua aqui, pulsando no peito e transbordando nos olhos. Fiquem bem, fiquem perto, e não me esqueçam. Um dia a gente se esbarra de novo e vai ser como se nunca tivesse sido diferente. O abraço forte vai ser de reencontro, não de partida. Porque eu fui, mas eu permaneço com vocês que levam de mim, um pouco, tanto quanto eu as levo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Toda ação gera uma reação. Eu agi, agora é vez de vocês reagirem. :)