domingo, 2 de junho de 2013

A selva é aqui

Eu sou a sensibilidade em pessoa. Ou era, pelo menos. Uma voz um pouco mais firme, um pouco mais alta, me fazia tremer dos pés à cabeça. Um palavra mais dura me magoava. Brigas então, eram como guerras, me desesperavam e eu sempre achava que faziam com que parecêssemos animais selvagens disputando espaço. Costumava fugir, me esconder só de perceber o começo de bate-boca. Tinha completo pavor de discussões e qualquer indício de grosseria. Achava de uma insensibilidade absurda, uma violência sem tamanho, como se as pessoas gostassem de ferir umas às outras, como se houvesse um prazer em provar que está certo na base do grito. Porque nunca gostei disso, nunca gostei de causar a mínima dor mesmo a quem nunca fui com a cara. Acho falta de humanidade, falta de caráter, de respeito. Olhava para a pessoa e pensava em como uma palavra ou um gesto poderia magoá-la, como ela iria se sentir, como eu me sentiria se fosse comigo. Mas você apanha tanto de todos que, um dia, aprende a bater também. Aprende sem querer, guiada apenas por instinto de sobrevivência e até se assusta com o pequeno monstro que se formou dentro de você. Aprende porque, embora seu coração nunca se canse de levar pancada e esteja sempre pronto para o próximo round, seu cérebro age por conta própria e, vendo que apenas o escudo não é suficiente, adquire também uma espada, pronta para atingir quem quer que tente se aproximar outra vez. E é muito triste isso da gente se desfazer de um pouco do amor que há dentro de nós pra caber proteção. É triste a gente ter que se proteger uns dos outros, como se fossemos nos devorar a qualquer instante. E o pior é que, de todas as coisas que animais selvagens podem fazer uns com os outros por diferentes razões, nenhuma se compara àquilo que nós, humanos racionais, fazemos com frequência apenas por prazer: partir corações. A selva, na verdade, é aqui; os selvagens, na verdade, somos nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Toda ação gera uma reação. Eu agi, agora é vez de vocês reagirem. :)