domingo, 24 de março de 2013

"Tá louca?"

Foi escrevendo muito sem querer dizer nada que aprendi a ser assim, meu bem. Você me pergunta se estou louca, mas sabe que é apenas uma retórica, porque as coisas sempre aconteceram de forma estranha comigo por perto. Fazendo o que não queria que você me visse fazer, acabei me revelando e te deixei saber que gosto dos seus cabelinhos de anjo. Sempre faço tudo errado, ao contrário, do avesso, mas você sabe, né? Será que sabe mesmo, ou só finjo que sabe pra poder dormir pensando que seu pensamento talvez esteja em mim também? Mas acho que desconfia, pelo menos, se eu não sei ser sutil, porque a transparência é característica da alma. Tantas caras e bocas e palavras escapulidas devem ter te feito ver algo além de alguém normal em mim. Espero que seus olhos possam ter enxergado algo além de amizade também, mas não menos amizade, vai ver é amizade demais e acaba virando isso. E eu estou pensando demais outra vez enquanto você fala algo sobre não saber qual área da sua carreira você pretende seguir. Só que acho que não fui discreta, de novo, quando tentei me ater às palavras que você estava dizendo porque de repente seu silêncio foi tão grande que meus pensamentos silenciaram também. Só você consegue essa proeza de calar minha mente afobada. Aí parei de viajar sozinha pelos meus mundos imaginários e seus olhos estavam tão grandes naquele dia, que mergulhei neles, fundo demais, tenho que dizer. E de repente estava chovendo e acho que eu não reagi como as pessoas costumam reagir quando estão tomando chuva e soou estranho outra vez minha tentativa de parecer alguém normal. Quando suas palavras voltaram a ecoar, parecia que mil anos tinham se passado enquanto sua pupila muito preta me olhava curiosa, intensa e indecifrável. Queria que você tivesse me enxergado naquele dia, só que seus olhos sempre parecem esquecer de prestar muita atenção quando se trata de mim, mas não posso te culpar, nem eu me dou atenção com você por perto.
"Não, é o meu normal."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Toda ação gera uma reação. Eu agi, agora é vez de vocês reagirem. :)