sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Para setembro



Vem calmo, mas vem pisando forte. Determinado e com vontade. Vem com os dias mais leves e os sentimentos mais intensos. Vem com mais sorrisos e, pelo amor de Deus, menos problemas, menos confusões. Porque seu vizinho, Agosto, já se encarregou dessa parte.
Vem sereno, com uma melodia que canta devagar. Faça com que tudo volte a ser bonito.  Traz o horário bonito das 18 horas, com um sol quentinho e uma chuva fina que dá vontade de ficar para sempre olhando e sentindo o cheiro da terra molhada. Faz igual aos outros anos e vem, me leva junto.
Eu quero você, setembro, por inteiro, pleno. Quero os seus dias ensolarados, azuis e não muito quentes. Eu quero te ver florido, folhado, mudado e feliz. 
Vem bater na minha porta e me trazer a encomenda do dia: o sorriso. Vem logo, porque você chegou, mas não se mostrou. Estamos quase na metade dos seus dias, e você está aí, todo morno, agridoce e cinza. Por que não colore? você, que sempre soube fazer isso tão bem! Traz as cores de novo e leva embora esse tom pálido de agosto.
Vem, setembro, cheio de amor correspondido, de felicidade não apenas momentânea e de sorriso verdadeiro. Traz as gargalhadas incontroláveis e as lágrimas só de alegria. Vem e vê se não vai embora ou, pelo menos, se demora para ir.
Por favor, meu querido setembro, não passe assim por mim, como quem não acrescenta nada. Não me ignore mais. Vem ser o que eu sei que você sabe ser e me faz ser o que eu sei que sou, antes que me perca de vez nos restos mortais que trago de agosto.
Vem, setembro, vem limpar essa bagunça, essa sujeira, esse preto fosco e descascado dos últimos 8 meses. Estou esperando, de coração aberto e olhos ansiosos, para sentir o arrepio dos seus dias. Sentir o beijo da sua brisa leve, o toque do seu pôr de sol, o cheiro da sua garoa fina. Estou esperando o som das árvores cantando para você. Não vai embora sem mim. Me espera, setembro, que eu te espero também.


                                                                                                                 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Toda ação gera uma reação. Eu agi, agora é vez de vocês reagirem. :)