quarta-feira, 23 de março de 2011

Nessa de falar a verdade: A mentira

E nessa de falar a verdade, acho que acabei esquecendo de mencionar um ponto crítico. Isso que vivemos enchendo a boca para falar, sobre tudo que nos fizeram acreditar, tudo que fizeram-nos ser e aprender. Eu acho que é tudo uma grande besteira; apenas outra dessas muitas mentiras. Mas essa, em especial, é contada de nós para nós mesmos. Um mentira que inventamos para confortar-nos o bastante a ponto de colocarmos todos como culpados, menos nós. Os verdadeiros culpados.
Não é justo o que fazemos.
Quando dizemos que nos fizeram acreditar em contos de fada enquanto nós queriamos é saber da verdade, dos fatos reais. É mentira. Porque, na real, nós sabiamos o tempo todo da inexistência de tudo isso, sabíamos o tempo todo da verdade, mas fingiamos para nós mesmos que não. Durante todo esse tempo, nós colocamos como culpados as pessoas que nos contaram mentiras. Mas os culpados somos nós; sempre fomos. Culpados por acreditar na mentira quando, no fundo, sempre soubemos da verdade. Apenas nunca quisemos enxergar, e quem quer? Quem quer saber que a vida não é feita de sorvete e bolinha de gude? Ninguém.
E quando dizemos que nos fizeram acreditar no amor? Quando culpamos a todos por nós termos quebrado a cara? Ninguém fez nada! Ninguém disse que amar era fácil e viveríamos felizes para sempre. Apenas contaram que o amor é bom. Somos nós que ficamos sempre fingindo que as coisas são diferentes, melhores. Mas, no fundo, sabemos que não são. Quando damos com a cara na porta ou nos decepcionamos, por mais que culpemos outras pessoas, a culpa é nossa. Sempre soubemos que a porta estaria fechada, sempre soubemos da decepção no final. Mas nunca quisemos dar ouvido a nós mesmos. Porque é mais fácil acreditar que vai dar tudo certo e, quando não dá, sair por aí dizendo que foram eles que te "fizeram acreditar" que daria, do que assumir para si próprio a realidade. Até porque, é isso que nós, humanos, fazemos; mentimos e, na maioria das vezes, para nosso próprio coração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Toda ação gera uma reação. Eu agi, agora é vez de vocês reagirem. :)