segunda-feira, 21 de março de 2011

"Não se desama dando um mero tchau"

Paula sempre tentou me avisar, mas nunca tive motivos para desconfiar que isso pudesse me atingir. E agora eu estou de peito aberto esperando, enquanto você ainda anda contando conchas na praia, distraído. Antes, não fazia diferença, mas hoje me faz perguntar: Por que não eu?
Até a Luiza me alertou o quanto você me faz bem e me fez acreditar que o coração não mente. Logo ela, que transformou minha dúvida em música. Quem mandou você passar pelo meu caminho?
A Marisa quis me avisar também. Ela me ensinou que podia estar dando tudo errado para mim, mas com você dá certo. E me disse para te pedir: por isso, não vá embora. Marisa sempre dizia que não seria fácil não pensar em você.
Mas, teimosa como sempre fui, me contive. Ignorei, todas. Agora estou meramente praticando dizer adeus a você, a qualquer momento. Só que não dá. Porque o adeus não me traz consolo, mas angústia. E começo a achar que não adianta.
Eu tentei várias vezes, mas não obtive sucesso em nenhuma dessas vezes e sempre acabo voltando de mãos vazias. Então começo a perceber que não importa quantos quilometros eu imponha entre nós, porque eu nunca te tirei de dentro de mim. Sabe, eu me afastei. Eu fugi de você e corri para o lado contrário ao seu. Mas e agora? Não tem mais para onde ir e não vale o esforço, porque não importa para onde eu vá, eu nunca te deixo para trás como digo que vou fazer. 
Não importa o quanto eu caminhe para longe, não importa quantas vezes eu te diga Adeus, porque o que eu sinto continua aqui, intacto, me fazendo ver que um mero adeus não me faz gostar menos de você. E essa era minha ultima esperança de retomar minha vida; aquela que eu costumava viver antes de te conhecer.
E, no fim da história, aqui estou engolindo minha teimosia. Porque mesmo que a Paula sempre estivesse repetindo esses versos para mim, só agora eu aprendi que não se desama dando um mero tchau.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Toda ação gera uma reação. Eu agi, agora é vez de vocês reagirem. :)