quinta-feira, 17 de março de 2011

Mais que poder

Eu poderia me revoltar, ou não demonstrar interesse algum. Eu poderia achar tudo muito lindo e sempre gostar das pessoas. Eu poderia fazer tudo, ou não fazer nada. Mas todos podem, porque permissão é algo que sobra no mercado.
Eu deveria estudar, trabalhar, casar e ter filhos. Alguém me disse que eu deveria também dizer Bom dia. Certa vez tentaram me ensinar como agir. Outra vez, me obrigaram a querer algo que eu não queria.
Mas, em um dia chuvoso, uma pessoa diferente - talvez nem fosse mesmo uma pessoa - me disse que eu poderia ser tudo no mundo, mas que só valeria a pena se eu estivesse de acordo com isso. Porque eu posso simplesmente fugir, ou posso encarar a verdade. Todos podem. Eu devo seguir a lei. Todos devem. Mas o que me faz feliz hoje é saber que, além de poder, eu gosto; além de dever, eu faço por vontade própria. 
E, sabe, eu posso viver assim. Mais ainda, eu quero.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Toda ação gera uma reação. Eu agi, agora é vez de vocês reagirem. :)