segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Uma mulher inteira

Vamos. Levanta. Pode ir tirando esse cobertor da cara. Acorda, abre bem os olhos, descobre as pernas. Levanta, penteia o cabelo e dá um jeito nessa cara de sono. Joga uma água no rosto, limpa esse lápis todo borrado do olho. Enxuga essas lágrimas de ontem. Passa um batom nessa boca sem cor e coloca um sorriso aí. Vai, ta esperando o que? Ta achando que o mundo parou? Ta pensando que o Silvio Santos vai deixar de apresentar o programa dele para vir te ver? Anda, coloca uma roupa decente e um salto alto. Não demora não, ou você acha que seu chefe vai tolerar um atraso seu só porque tu tá na fossa? Vai, menina. Sacode o lençol, arruma essa cama e vai preparar o café. Não sei se te contaram, mas o mundo ainda gira e ele não vai deixar de girar só porque você está triste. Nesse momento, a Dilma está se apossando do novo cargo de presidente, as pessoas do mundo todo ainda estão sentindo o vestígio de ressaca do ano novo e você está aí parada, feito uma garota de coração partido. Ta querendo o que? Ta aí torcendo para o mundo acabar? Pode ir deixado esse travesseiro aí e tratando de juntar seus pedaços. Arruma tua bolsa, coloca uns óculos escuros nessa cara amassada e pega as chaves do carro. Ta pensando que só você tem problemas na vida? Acorda e olha ao redor, guria, porque tem gente pior que você. Reconstrói o coração e dá a volta por cima.
O carro não quer ligar? Pega um onibus. Ou tu é feita de açúcar? Vai, anda logo, da um jeito nessa vida, resolve esses teus problemas, porque ninguém ta preocupado com isso não. O ano mal começou e você já quer desistir? Pois trate de levantar essa cabeça bem alto, desmanchar essa cara de garotinha perdida e assumir o controle da mulher que tem aí dentro. Ou o que? É metade mulher agora? Pois pode começar a se reconstituir. Não demora não, porque a vida é uma só. Tira esse esmalte descascado e pare de roer as unhas. Segura o coração, engole a lágrima. Abra a porta lá fora e mostre que você é mais valente do que todo esse choro aí. Mostre que, por trás de toda a tristeza, ainda existe força, ainda habita esperança e ainda há uma mulher inteira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Toda ação gera uma reação. Eu agi, agora é vez de vocês reagirem. :)