sábado, 27 de novembro de 2010

Minha maior saudade

Daquelas que não se esquece, e que sente uma falta absurda.


Jack que virou Banana - para completar nossa salada de frutas, comidas e animais - que virou Poste - por não cair NENHUMA vez quando tentávamos derrubá-la para fazer montinho - e que tornou-se eterna. Infinita dentro de mim, como todas as outras. Por minhas tentativas de mudar aquela cara melancólica, e esconder suas coisas. Jack que levou ovadas. Banana que levou pedalas.
Laiza que virou Lazia e agora é Lazanha, para não fugir à tradição. Laiza que traz sorriso, puro e aberto. Lazia que faz presença. Lazanha que solidifica o riso no nosso rosto, não deixa morrer.
Bianca, que desde sempre anda na minha vida. Aquela que antes era a Bianquinha, e virou Bia. E não escapou do apelido, e desde então é Cenoura. A mais certa de todas, mas que não perde a piada. A Cenoura, aquela amiga para sempre e para tudo. Dos conselhos e bafões, das provas difíceis também.
A Ana Paula, que nunca cresceu, literalmente. E ganhou o apelido de Formiga. Aninha toda dada. Impossível não rir, irresistível não apertar as bochechas. Formiga toda protegida por nós.
Ana carolina, que mudou para Libélula. As melhores notas e as piores loucuras na cabeça. Doida, maluca e responsável ao mesmo tempo. A maior e melhor contradição de todas, que trouxe gargalhadas inevitáveis.
Katia que pensou ter conseguido fugir, mas virou Katchaça. A menina loira dos olhos azuis que arrasava corações, e ainda arrasa. Katchaça do apontador rosa que fazia CLAP. Katita que também foi chamada de garanhona. Maluquinha e sem muitos neurônios, que acreditava em tudo que a Banana dizia, coitada. Mas que trouxe consigo uma luz cegante e iluminou todas nós.
E então a Flávia. Que passou por muitos apelidos e até hoje não se encaixou perfeitamente em nenhum. Porque não se descreve. Beterraba no começo, seguido de Kinder e depois Cabrita. Ela das pérolas impagáveis ( - Limoa, o que é água de réuso? - Agua de reUso, flávia, não de rÉuso.). Dos apelidos criativos. Da gargalhada certa e constante, quase fazendo perder o ar. Dos micos imensuráveis. E das lágrimas involuntárias após horas rindo sem parar. Kinder das perguntas idiotas e das respostas mais idiotas ainda(- Flávia, me empresta o Lápis de olho? - Pode ser lapiseira?). Bete da imaginação fértil e sem limite nenhum. Cabrita, que acompanhou duras caminhadas para o cursinho comigo, e que perseguia o Kariston  incessantemente para acertá-lo com alguma coisa. Flávia que escondia o estojo de todo mundo, pulava e saia fazendo montinhos inesperados. E que jogou ovo na Banana e quase infartou de tanto correr dela depois.
E todas juntas que, ao seguirem cada uma um caminho, levaram consigo uma parte de mim. Levaram uma parte do coração, dos risos escandalosos, e dos jogos de Betz. Levaram nossos jogos de volei, e uma parte significativa do meu sorriso que era tão maior antes. Elas todas que me fizeram voltar a vida depois de alguns anos vegetando, e conseguiram fazer meu coração voltar a bater decentemente. Todas juntas, que me fizeram ser quem eu sou e me aceitaram desde sempre como eu era. Vocês todas, que me matam de saudade a cada dia e me levam cada vez mais lágrimas ao olhar nossas fotos. Trazem as minhas melhores lembranças, e levam consigo meu melhor sentimento, e a memória do melhor ano da minha vida.


Elas que são minhas, para sempre. 

2 comentários:

  1. Eu choro de saudade de v6 e... NOOOOOSSA, nessa foto eu ainda tinha comigo a minha inseparavel blusa azul =/ (a foto é preta e branco, + a minha blusa era azul rsrs) ela c foi no ano seguinte, assim como a minha felicidade ='[

    Saudades miiiiiiil

    Banana =)

    ResponderExcluir
  2. Pamonhaaaa querida do meu coração..
    O meu amor por vocês é imensooo.. amo cada uma de uma maneira inexplicável..
    Sinto muiiiiiiita falta de vocês, das nossas risadas, das nossas brincadeiras, conversas.. e etc..
    Aquele ano foi simplesmente inesquecível.. eu podia ser quem realmente eu era sem me importar com o que os outros achavam, porque realmente não importava, porque eu estava sendo feliz ao lado das minhas amigas!
    Estou morrendo de saudades de vocês, acreditem, vocês são únicas e inesquecíveis, vão estar SEMPRE no meu coração.. e isso ninguém pode mudar, nem o tempo, nem a saudade, nem a distância..
    Vocês são minhas, e pra sempre serão! =D

    Amo Vocês!
    Libélula =D

    ResponderExcluir

Toda ação gera uma reação. Eu agi, agora é vez de vocês reagirem. :)