sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Irresistível

Você me engana desde sempre, diz que vai dormir e desliga o celular. Então eu termino nosso caso e digo que você não presta, mas no dia seguinte lá estás com uma rosa e aquele seu sorriso que me faz ofegar e destrói toda minha resistência.
E então eu penso, quando eu vou aprender? Mas é que quando eu penso em você eu perco o controle e quando você sorri para mim, meus pulmões se fecham me impossibilitando de respirar.
E eu luto contra isso com todas as minhas forças, até chegar você com essa cara de malandro e me desarmar novamente. O que eu vou fazer agora? Se quando você me pega em teus braços eu não sei querer sair? Pois é, eu não acredito que lá vou eu de novo. Como posso resistir a você? Apesar de meu coração estar em pedaços, eu senti tanto sua falta! Então por quê? Por que eu o deixei partir? Eu sei que fiquei brava e te mandei ir embora, mas você sabe que não sou tão forte assim. Você sabe e tira proveito do fato de eu me derreter quando te olho. Droga! Quando será que vou aprender? Se eu vou embora e volto correndo já ouvindo os sinos tocando?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Toda ação gera uma reação. Eu agi, agora é vez de vocês reagirem. :)