quarta-feira, 14 de julho de 2010

Ego feminino

Correndo os olhos por vários textos apaxionados e feministas eu comecei a formular uma conclusão. Um em particular me chamou a atenção e não era feminino: "Encontre uma mulher". Assim como aquele texto "Encontre um homem", este também idealiza. E foi nesse texto escrito por nada menos que um rapaz,que eu parei para pensar.
É sempre o nosso lado que é considerado. As mulheres sempre são as vítimas procurando o principe e os homens sempre são os insensíveis procurando a próxima. Nós sempre idealizamos o cara perfeito e sempre pensamos que ele não existe, mas nunca paramos para analisar que eles também podem ter suas listas de exigências e podem idealizar um certo tipo de mulher. E quando o lado masculino descreve uma mulher que seria pefeita para "casar", todo o lado feminino concorda e se auto elege boa o bastante para o papel de esposa. Nenhuma mulher nunca admite que ela não é desse tipo. A única confissão que fazemos é que "não somos dessa massa de garotas vulgares" ou "somos diferentes". E o que as leva a pensar dessa forma? O que nos leva a afirmar que somos nós que os homens procuram para viverem o resto de suas vidas e não apenas para ficar?
E se nós também fizermos parte dessa classe indesejada para eles assim como muito homens fazem parte da classe "galinha" ou "ficante", indesejável para compromissos sérios para nós? Porque todas as mulheres pensam "não ser desse tipo"? Sabe, do mesmo jeito que nós imploramos silenciosamente para que eles mandem flores ou desejamos que nos agarrem e nos joguem na piscina mesmo dizendo que não gostamos, eles também têm certas idéias sobre o que gostariam que fizéssemos. Eles também desejam que façamos algo surpreendente ou digamos palavras que eles sempre quiseram ouvir.
Tenho que ressaltar a injustiça disso, mesmo reconhecendo que este argumento fere profundamente meu lado feminista. Eles também tem o direito de se sentirem assim, afinal. Nós, por exemplo, quando não queremos mais um cara, simplesmente conversamos com ele com jeito para não magoá-lo e ficamos bravas quando ele não aceita isso. Mas e se o caso inverter? Porque quando eles conversam conosco sobre uma possível sepração, temos a imagem que estarmos sendo dispensadas na cara dura, e ainda nos sentimos ofendidas? A cabeça feminina é um imenso lago de dúvidas, é praticamente um mar. Então haverá um certo momento que teremos incertezas sobre nossos companheiros e isso é aceitável. Mas qual a razão de não ser aceitável quando tal incerteza se mostra no lado masculino do relacionamento? Sinto dizer isso, mas entendo que posso não ser o tipo perfeito de mulher. Posso não ser aquela que sempre penso que sou. Aquela que muitas vezes é descrita pelos homens como "para casar" e que ilude todas as mulheres como se fossem adequadas para isso sendo que, muitas vezes, não são.
Com o orgulho um pouco ferido eu confesso que toda mulher tem o ego um pouco elevado demais, e que isso atrapalha tanto ao homem quanto a ela mesma. Confesso e peço desculpas aos homens que por tantas vezes foram atacados a unhas quando estes diziam que aquela ou essa mulher não é para casar. Talvez eu mesma não me encaixe nesse perfil dona de casa e, acreditem, eu não sinto o menor orgulho disso. Mas esta é a só a realidade clara e crua que a maioria das pessoas do sexo feminino não aceita: as mulheres também são classificadas ou desclassificadas. Assim como nós dirigmos palavras venenosas aos homens galinhas, eles também invenenam as moças "fáceis demais" com suas palavras maldosas. Temos que aprender que, muitas vezes, não somos o tipo certo que eles procuram, mesmo que tentemos ser. Da mesma forma que eles nem sempre são os principes que esperamos sem merecermos. Não somos princesas, então não há motivos para esperarmos algo além de homens comuns, de carne e osso; com defeitos e qualidades. E cá entre nós, estaremos ferradas se os homens começarem também a idealizar princesas ou mulheres perfeitas na mesma frequência que nós nos iludimos com vampiros lindos e principes românticos. Então coloquem-se todas em seus lugares reais e aceitem que nem sempre somos magníficas, assim como eles nem sempre são 'bananas' como pensamos.

"Encontre uma mulher que preze mais inteligência do que aparência. Que não desligue na sua cara, sempre te escute antes de gritar. Que durma no teu colo, olhando as estrelas. Espere pela mulher que goste de beijos ardentes e também de singelos cafunés. Que queira sempre te levar ao shopping quando vai sair com as amigas. Uma mulher que não fique tímida na frente dos seus amigos. Que te ache lindo mesmo de barba malfeita e que te faça companhia nas festas de família. Aquela que demonstra o que realmente sente e o quão feliz ela está do seu lado. Que seja fiel, que tenha um pouco de ciúmes mas que não seja doentiu e principalmente aquela que confie em ti. Espere por aquela que esperará por você. Espere por aquela que quando você está chegando, sussura às amigas: É ele!"

- O que nos faz pensar que nos encaixamos perfeitamente nesse perfil?

"Encontre um homem que te chame de linda em vez de gostosa. Que te ligue de volta quando você desligar na cara dele. Que deite embaixo das estrelas e escute as batidas do seu coração, ou que permaneça acordado só para observar você dormindo. Espere pelo homem que te beije na testa. Que queira te mostrar para todo mundo mesmo quando você está suando. Um homem que segure sua mão na frente dos amigos dele. Que te ache a mulher mais bonita do mundo mesmo quando você está sem nenhuma maquiagem e que insista em te segurar pela cintura. Aquele que te lembra constantemente o quanto ele se preocupa com você e o quão sortudo ele é por estar ao seu lado. Espere por aquele que esperará por você... Aquele que vire para os amigos e diga É ela!"


- E o que nos leva a acreditar que nenhum deles nunca agiria assim?



A mente feminina não é tão dificil de entender. Impossível mesmo é compreender o ego feminino que age de forma invisível e pode destruir tanto um coração masculino quando um coração feminino. Vai saber.

Um comentário:

  1. Pensando bem...é verdade.
    A gente sempre só vê o nosso lado,é assim sempre,não só com relacionamentos.
    Acho que nós temos que parar um pouco de idealizar o princípe encantado e perceber que ele pode estar mais perto do que imaginamos,as vezes até no nosso dia-a-dia...

    Faz tempo que eu não comento,mas tô sempre aqui ^^

    Beijoos =*

    ResponderExcluir

Toda ação gera uma reação. Eu agi, agora é vez de vocês reagirem. :)