quarta-feira, 28 de julho de 2010

É só uma questão de Fé

Eu acredito que o horizonte é maior do que podemos ver. Acredito no poder da agua em tornar-se vinho. Porque, bem no fundo, todos sabem que não há nada que se possa fazer. Não há mais estradas para percorrer.
Porque há um lugar pelo qual ainda devemos lutar. Ainda há uma porta para que possamos escapar.
Então por que não existe mais fé? Você pode vir e argumentar comigo sobre isso. Você pode muito bem dizer que, se Deus é tão justo, por que há sofrimento? Com toda certeza, é uma critica plausível, mas não inteligente. As pessoas não sabem mais as diferenças entre consequencia, aflição e provações. Agora tudo que acontece de ruim é culpa dEle, e tudo que acontece de bom é chamado de Sorte. Mas qual é o problema? Por que não enxergam aquilo que está dançando frente aos seus olhos? Ninguém aceita que uma dificuldade seja apenas consequencia de seus atos. Ninguém aceita quando Deus manda um teste, uma provação para testar seus filhos. Ninguém aceita o fato de que 'na terra, teremos aflições'. As pessoas andam tão egoístas que não pensam que o seu sofrimento causa a compaixão do próximo.
Será que está tão dificil assim de se ver?
Por que é tão facil se lamentar quando acontece um acidente, e tão dificil agradecer quando isso não leva a vida de ninguém?
As respostas que o homem diz saber estão todas claras, em papeis brancos e limpos. Resta-nos aplicá-las apenas.
Não parece óbvio? E o mais engraçado é que, na dificuldade, a primeira coisa que fazemos é orar. Mesmo aqueles que são ateus, quando estão em uma situação de risco de vida, entregam-se implorando para que Deus os salve. Ninguém nunca parou para pensar em como detesta ser chamado pelas pessoas só para resolver problema e nada mais? E em como Deus também não gosta? Sim, somos todos egoístas.
Certo dia, eu estava em casa lendo uma reportagem e um moça, aos prantos, perguntava o que faria agora que a chuva havia levado sua casa, seus bens. Pois eu digo o que ela deveria fazer. Deveria levantar as mãos para o céu e agradecer de joelhos porque a vida não lhe foi tirada. Mas é incrivel como o ser humano sempre encontra uma maneira de se lamentar.
Sabe, ninguém mais se interessa pelos planos divinos. Agora a moda é ser egoísta e hipócrita. A moda é fingir ser o maioral, quando sabem que não são absolutamente nada.
Meu intuito não é ofender ninguém e muito menos julgar. Mas não é triste como ninguém vai chegar a ler esse texto? E os que começarem, logo vão largar essas palavras porque não são 'interessantes'?
Não é triste como os atrativos do mundo parecem melhores que os de Deus? E não é mais triste ainda como muitas pessoas estão rolando os olhos para cima enquanto lêem?
Porque ninguém se importa com isso. Ninguém quer saber de se doar. Todos vêem o que está escrito, mas fingem que não é com eles. Todos estão sempre fugindo sem perceber que o mundo é redondo.
Hoje, as coisas andam um pouco invertidas. E eu me pergunto: com que cara olharemos para Ele quando este vier nos buscar? O que faremos quando soar a ultima trombeta?
Entendam, não há esconderijo. Nunca houve. Não há força maior.
Eu também já deixei de acreditar nisso e já questionei muitos assuntos relacionados a isso. Eu também já resmunguei quando testemunhas de jeová bateram a minha porta. Mas quando você aceita de bom grado essa força divina, seus olhos vêem com mais clareza e eu comecei a enxergá-los melhor e me pergunto porque ninguém nunca parou para pensar em como essas pessoas sofrem; batendo de porta em porta, andando o dia todo muitas vezes de baixo de sol quente com aquelas roupas pesadas. Não estou defendendo-os, mas eles sim vão com os próprios pés realizar a missão que acreditam lhes caber. Os tais testemunhas de jeová são os que se doam pelo próximo tentando evangelizar não pedindo nada em troca. E chega a ser engraçado o quanto nós, católicos ou evangélicos, detestamos quando eles batem a nossa porta. Mas isso que os motiva a dar a cara a tapa, se chama fé.
Aprendam que, se um ônibus escolar com 40 crianças dentro perde os freios e vai de encontro a uma carreta duas vezes maior e absolutamente ninguém se fere porque o ônibus parou a tempo, quer dizer que existe algo além do que possamos ver, e que a denominada 'tragédia' é, na verdade, um milagre. E aquela denominada 'sorte', tem como verdadeiro nome 'Mão de Deus'. Ainda assim, com uma prova justa e clara da ação de Deus, o povo não crê. Mesmo vendo; mesmo assistindo a um milagre, não há fé.
Porque como diz o Senhor, "Vocês creram porque viram com seus próprios olhos. Felizes aqueles que creram sem ver."
Pois é. É exatamente como eu digo: É preciso crer para ver. Porque quem crê, sabe quando uma tragédia se torna um milagre, e vê Deus agindo.
Tudo isso se resume apenas a uma questão: Fé.
Então, quando olhares para o céu e vires que este ainda está lá, azul e brilhante, lembre-se de que alguém teve que desenhá-lo e pintá-lo dessa forma para que pudéssemos contemplá-lo. Lembre-se porque, a maioria das pessoas, não dizem ao menos 'Obrigado'.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Toda ação gera uma reação. Eu agi, agora é vez de vocês reagirem. :)