sábado, 29 de maio de 2010

Alguéns [parte 2]



Eu não quero alguém que diga "eu também" quando eu disser que o amo. Não quero ter que escolher alguém por força da circunstância. Eu não quero alguém que seja simplesmente "alguém", perdido por aí, sem rumo.
Eu quero alguém que supere minhas expectativas. Alguém que seja melhor do que eu fui capaz de sonhar um dia. Alguém inimaginável que seja tudo que eu nunca pensei em pedir, mas ao mesmo tempo seja tudo que eu sempre quis sem saber que queria.
Eu quero alguém com quem eu me sinta a vontade. Quero acordar de manhã descabelada sem ter vergonha dele estar por perto.
Eu quero um homem que não traga apenas buquês de flores. Quero aquele que lembre de mim quando vir uma rosa perdida na rua.
Eu não quero alguém que apenas pergunte como foi o meu dia. Eu quero aquele que esteja realmente interessado no que eu tenho para falar, e que tenha a paciencia de me ouvir quando eu começar a contar sobre minhas últimas 24 horas.
Eu quero um alguém que vai me fazer rir sem motivos, e vai me dar motivos para rir.
Eu quero aquele que não vai me pedir explicações para tudo o que eu sinto.
Não quero alguém que minta dizendo que eu fico maravilhosa sem maquiagem, mas que goste do tom da minha pele apenas por gostar.
Tem que ser alguém que me faça perder o ar todos os dias. Porque eu quero aquele que tenha a capacidade de me fazer apaixonar novamente por ele, toda vez que eu o olhar.
Eu quero alguém que queira ser esse meu alguém para o resto da vida. Alguém que queira ser o alguém que eu idealizo.
Eu quero alguém que me queira da mesma forma. Que me veja da mesma forma.
Eu quero alguém inesperado, com atitudes impossíveis e falas imprevisíveis.
Eu não quero alguém que seja como eu, mas eu quero alguém em quem eu cause os mesmos efeitos de pernas bambas e mãos suadas. Eu quero que ele seja o homem que suspira quando me vê. Quando eu estiver insegura, eu quero suas mãos nas minhas me fazendo sentir protegida quase que instantaneamente.
Eu quero mesmo é alguém bem melhor que tudo isso, alguém que seja tão bom que eu não consiga se quer idealizar.
E eu quero com todas as minhas forças que esse alguém exista para mim e que ele acredite que eu sou aquela que ele pediu que existisse para ele. Que seja mais do que eu possa imaginar, sendo apenas tudo que eu preciso e tudo que eu pediria se me conhecesse o bastante para saber o que pedir.
Eu quero alguém que definitivamente não existe e que, mesmo se existisse, seria bom demais para mim.

Um comentário:

  1. Nossa, quanto querer branquinha!

    Apesar de no fundo sempre saber que essa pessoa que idealizamos NÃO EXISTE, sempre pegamos um para projetar os nossos sonhos, afinal de contas, esse é um dos maiores diferenciais do homem: imaginar, criar, desejar. Faz parte de nós, é a ilusão que nos mantém vivos.
    Sinto que o tempo vai de contra-mão à ilusão, mas também nos aproxima da 'realidade', talvez o negócio seja mesclar...

    brisei ;x

    ...

    entrei no meu blog e vi vc nos meus seguidores... me surpreendi... eu tinha te falado desse meu blog ??? gostou mesmooo ???

    achei o seu interessante, sempre imaginei que havia turbilhões de ídeias prontas a serem disparadas dessa sua cabeçinha... ahshuashuaus

    de qualquer forma, estou a te seguir, eu dei uma parada =\...

    boas ídeias, boas escritas!

    (Marcus Paulo Moreira Matias)

    ResponderExcluir

Toda ação gera uma reação. Eu agi, agora é vez de vocês reagirem. :)