sábado, 30 de janeiro de 2010

Daddy's little girl

Com o material nas mãos eu me despeço dele, dizendo que volto logo.
A mochila já não esta mais tão pesada quanto antes, e eu já não uso mais uniforme.
Pai, agora é a faculdade, tente entender que eu não levo mais lancheira.
Mas ainda assim eu vejo as poucas lágrimas causando enchente em seus olhos verdes, enquanto aquela lancheirinha da barbie já está pronta em suas mãos..
Pai, não precisa me levar, porque agora eu posso ir sozinha com meu carro novo.
E mesmo assim, eu vejo ele tentando esconder as chaves e deixando escapar por seus dedos sem querer aquele antigo chaveiro que compramos em Holambra.
Não precisa comprar lápis coloridos, pai. Eu já não preciso mais deles.
Pai, eu não gosto mais de melissa e não uso mais presilhas das meninas super poderosas no cabelo.
Pai..PAI. Eu cresci. E não sou mais aquela criança assustada em seu terrível primeiro dia de aula. Fique tranquilo, porque eu vou ficar bem.
Com um aceno de cabeça e um sorriso amarelo ele me dá um beijo e diz as conhecidas palavras "Vá com Deus, Molly".
E depois de todo esse meu discurso para explicar que não sou mais a garotinha dele, eu chego em casa chorando mais uma vez, como na primeira série!
Com os olhos vermelhos e inchados, corro para os braços quentes e protetores dele, e enxugo meu rosto molhado em sua camisa macia.
Posso sentir seu corpo se curvando protetoramente contra o meu, e me ajeitando cuidadosamente em seu colo enquanto ouço ele cantar a nossa doce canção cor-de-rosa bebê, pensando que talvez nunca mude, e eu seja sempre a garotinha medrosa correndo para ele.

"A garotinha do papai
Pinta o mundo com sua várinha mágica
A criancinha do papai
Traz vida nova para minhas manhãs
A garotinha do papai
Coloca um lacinho no meu coração
A criancinha do papai
Ela é parte de mim
Quando chego em casa
Molly sorri com o alvorecer
E ela irradia um brilho por toda sua aura
Quando os dias vão indo ruins
Nada está errado enquanto Molly sorri."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Toda ação gera uma reação. Eu agi, agora é vez de vocês reagirem. :)