sábado, 17 de outubro de 2009

Caixinha de lembranças

Será que não tem um jeito de você me emprestar esse seu sorriso para eu guardar numa caixinha? Assim como eu tento guardar as gargalhadas altas daquele dia de verão. Da mesma forma como eu tive vontade de guardar aquele abraço num dia frio. Poderia eu simplesmente pegar aquele beijo naquela tarde cor-de-rosa e armazená-lo nesta minha pobre caixa? Poderei eu gravar essas tuas palavras doces para poder colocá-las na tal caixa? E paralisar o sol para que iluminasse só o teu rosto? Será que eu posso guardar você nessa minha caixinha de lembranças? E te amarrar junto ao meu amor para que não te esqueças da tua importância?
Como então, guardarei esses teus olhos que insistem em sorrir para mim? Como guardar esse teu jeito maroto sem arrancá-lo de ti? De que jeito eu guardaria estas tuas mãos quentes na minha memória?Pergunto-me como guadar você nessa caixa, se tu insistes em permanecer em meu coração? E de que adianta guardar-te em meu coração se não estarás mais em meu horizonte? em minhas lembranças de jovem? De que adianta se tu não me deixa guardá-lo em lugar onde eu possa alcançá-lo?
E o que mais posso eu fazer, se não posso guardar-te e também não consigo esquecer-te?

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Alucinação de estação

No verão eu sou criança, sou menina, sou mulher num único dia de sol.
No inverno eu sou estranha, sou boneca de pano com longas tranças, sou o vento e o tempo.
No outono eu sou lembrança, toda a sinfonia de uma dança, toda a graça de uma folha.
Na primavera eu sou canção, um ritmo desconhecido como um borrão, e um cheiro de flor de estação.
De noite e de dia, eu sou como a fantasia dominando meu coração.
De um jeito ou de outro, no meu conhecimento eu sou somente como um instrumento.
Mas na minha imaginação eu sou apenas uma transição da realidade para a ficção. Será isso então, alucinação de estação?

Estranho e fora do padrão

Adolescente é uma espécie diferente, é um tipo de gente que tem jeito de carente. Que chora por causa de um dente e não liga pro amigo doente.
Adolescente é assim, grita e cala. Não sabe se fica, se casa ou se fala.
Adolescente é um caso sério, brinca de rir e faz mistério. Perde fácil seu jeito sério, dorme tranquilo só com remédio.
Adolescente não é maluco, só parece meio confuso, mas vive por aí jogando truco.
Adolescente é menina e é mulher, é boba, mas sabe o que quer. É adolescente que quando gama, fica louca e as amigas chama - meu Deus, me abana!
Adolescente não é homem, nem menino, na cabeça só tem pepino e no coração só cabe paixão. Quando ele sai, bebe e cai e no dia seguinte - minha cabeça, ai!
Por que adolescente é assim, não sabe se chega ou se vai, só fala besteira e briga com o pai. É de briga e é de boa, finge que não liga e fica a toa.
Adolescente é irado, com o mundo revoltado e quer atravessar o mar a nado.
Adolescente é contraditório, apaixonou e já quer casório, depois vai chorar no ombro do Seu Onório. Adolescencia é uma fase engraçada, quando a gente só da risada e nem sabe o porque.
Ser adolescente é de uma hora para outra, é piscar e beijar, mas não saber como explicar.
Adolescente é adolescer, ter a mania de não querer crescer, subir no muro e não saber descer.
Adolescente é esquisito, é engraçado e desunido. Quer rosa, quer rock; verde e pop, um pouco do rap e do funk, quer mesmo é político no palanque.
É adolescente, não gosta de fazer lista, empurra o amigo para a pista e as vezes parece autista.
Não tem vergonha na cara, bate no amigo da namorada e detesta gente chata.
Adolescente é bezerro e tem mania de ser leão, acha que sabe tudo e vive caindo no chão.
Na verdade, não tem jeito.. adolescente é igual jamanta, e teima que engorda depois da janta.
Porque adolescente mesmo é ser criança, fingir adulto só pra ganhar a liderança.
Adolescente é medo e coragem, é igreja e malandragem, típica vida de embalagem.
É assim e não muda, uma hora quer guerra, quer paixão. Quer moda e amor deverão. É assim, sem conserto, sem juízo e sem perdão, faz das tripas coração. E não adianta, porque adolescente é assim.. é estranho e fora do padrão.